Património

O Património do concelho de Boticas é rico numa grande variedade de construções sacras, castros, povoações castrejas e moinhos.

Assim, para além das igrejas, capelas, santuários, castros, e moinhos existentes, destacam-se ainda: o Museu Rural de Boticas, o Repositório histórico do Vinho dos Mortos, a Ponte da Pedrinha, as Termas de Carvalhelhos, também conhecida por Caldas Santas de Carvalhelhos, de águas bicarbonatadas, sódicas e fluoretadas, recomendadas para o tratamento de doenças de pele e do aparelho circulatório e digestivo, as Sepulturas Antropomórficas e Sepulturas de Pássaros (Necrópole), a Casa Brasonada de Boticas, o Pelourinho de Dornelas, a aldeia preservada de Vilarinho Seco, uma das mais bem preservadas e características aldeias barrosãs, e o recém construido Centro de Artes Nadir Afonso em Boticas e o Parque de Natureza e Biodiversidade em Beça.

Vale a pena conhecer a Igreja Paroquial do século XIX, e o impressionante “Guerreiro Calaico ou Castrejo”, um monólito antropomórfico esculpido, um dos quatro encontrados no Castro de Lesenho.

Para conhecer mais sobre a cultura castreja visite o CEDIEC (Centro Europeu de Documentação e Interpretação da Escultura Castreja).

Destaca-se ainda o Parque Arqueológico do Vale do Terva (PAVT), na aldeia de Bobadela, que tem como objetivo a conservação, estudo, valorização e divulgação do complexo mineiro antigo do Vale Superior do Rio Terva, Boticas.

 

ThemeBox

open/close
Colors Settings
Background images
Font
Homepage Options